Notícias
Pesquisar
Triunfo Transbrasiliana divulga expectativa de tráfego para o feriado de Nossa Senhora Aparecida



A Triunfo Transbrasiliana, Concessionária que administra o trecho paulista da BR-153, estima que 139 mil veículos trafeguem na rodovia durante o feriado prolongado da Padroeira do Brasil, comemorado no dia 12 de outubro. O Centro de Controle Operacional (CCO) da Concessionária prevê maior tráfego de veículos na saída para o feriado, na quinta-feira (11), com 40 mil veículos e na volta para casa, no domingo (14), com 36 mil veículos.

O trecho paulista da BR-153 irá contar com restrições de tráfego e de obras para não prejudicar a circulação de veículos no período de feriado. As restrições incluem proibição do trânsito de caminhões cegonhas e bitrens, operações Pare e Siga, além de desvios nos seguintes horários:
 

Orientações antes de viajar

A Triunfo Transbrasiliana orienta que os usuários adotem medidas preventivas antes de seguir viagem para evitar transtornos durante o trajeto. Os motoristas devem verificar regularmente itens básicos do veículo, como: o óleo, os pneus, luzes (farol, pica-alerta e setas) e freios. Além da importância de verificar as condições do veículo, a Concessionária ressalta que os motoristas respeitem às leis de trânsito como: não ingerir bebidas alcoólicas antes de dirigir, sempre usar o cinto de segurança, não exceder o limite de velocidade e não utilizar o celular ao volante.        

Quando houver criança no veículo, deve-se observar a Lei da Cadeirinha (Resolução N° 277 do Contran), que determina que bebês de até um ano de idade devem ser transportados no bebê conforto, de costas para o painel. De um a quatro anos, as crianças devem ser colocadas em cadeiras para auto. Entre quatro e sete anos e meio, o ideal é que utilizem assento de elevação. Já crianças acima de sete anos e meio até dez anos devem viajar somente no banco traseiro, com a utilização do cinto de segurança. Após os dez anos de idade, a criança poderá viajar no banco dianteiro utilizando o cinto de segurança.

Atendimento aos usuários

Durante o feriado prolongado, todo efetivo operacional da Triunfo Transbrasiliana estará de prontidão para oferecer ainda mais segurança e conforto para quem trafega ao longo da BR-153/SP. Também estarão disponíveis as sete bases de atendimento ao usuário localizadas em Nova Granada, São José do Rio Preto, Ubarana, Guaiçara, Marília, Ocauçu e Ribeirão do Sul. Em cada uma delas, o motorista conta com espaço climatizado que oferece água gelada, café, banheiros, fraldários e atendentes treinados que fornecem informações em geral sobre a rodovia. As bases funcionam 24 horas por dia, sete dias na semana.

Em caso de necessidade de socorro médico ou mecânico, os usuários devem acionar a Concessionária através do telefone gratuito 0800 72 30 153. Deficientes auditivos ou de fala devem ligar para 0800 770 53 53. O serviço funciona 24 horas por dia.

Outubro Rosa e Novembro Azul

Para conscientizar mulheres e homens sobre a importância de realizar exames para diagnosticar precocemente o câncer de mama e de próstata, respectivamente, a Triunfo Transbrasiliana lançou neste mês de outubro a campanha “Sem Medo, Sem Preconceito”. Em apoio aos movimentos Outubro Rosa e Novembro Azul, a Concessionária durante os próximos dois meses vai dar dicas de prevenção para os usuários e seus próprios profissionais por meio de diversos canais de comunicação.

A campanha conta com a instalação de cartazes nas cabines das quatro Praças de Pedágios (Onda Verde, José Bonifácio, Lins e Vera Cruz), mensagens nos painéis de mensagem variável, divulgação de conteúdo no site institucional (www.triunfotranbrasiliana.com.br), na conta do Twitter (@br153sp) e também em seu perfil no LinkedIn (Triunfo Transbrasiliana). O objetivo é estimular a discussão sobre a prevenção da doença e incentivar a realização de exames. 

O diagnóstico precoce da doença é fundamental no tratamento contra qualquer tipo de câncer. A realização anual da mamografia para mulheres a partir de 40 anos e do exame de toque retal, a partir dos 50 anos sem fatores de risco, para os homens, são de extrema importância para que a doença seja diagnosticada. 


Fonte: Triunfo Transbrasiliana
10/10/2018 às 10:31